BLOCO II – OFFSHORE

GERENCIAMENTO DE PROJETOS E MODELOS ECONÔMICOS

Os investimentos no segmento Upstream continuam expressivos e o ambiente de capital limitado implica em desafios para a obtenção de melhores rentabilidades dos projetos. A apropriada gestão de projetos apresenta um papel crucial na realização de oportunidades, seja no desenvolvimento de conceitos competitivos na etapa de planejamento, seja na diligente execução com um gerenciamento especializado efetivo e eficaz. Temas de interesse sugeridos para o evento da Rio Oil & Gas 2018 são: 


SISTEMAS DE PRODUÇÃO

A introdução de tecnologias digitais no tratamento da imensa massa de dados adquiridas em sistemas de monitoramento em tempo real de poços e plantas de processo traz uma nova perspectiva para o projeto e operação de sistemas de produção de forma a aumentar a velocidade de análise e de tomada de decisão bem como a disponibilidade operacional dos equipamentos das plantas de processo. Adicionalmente, a busca pela produção econômica de hidrocarbonetos em cenários cada vez mais desafiadores e a necessidade de constante redução de custos e por atendimento a elevados graus de conformidade com requisitos de SMS (HSE) são necessidades da indústria atual para garantir e aumentar a rentabilidade dos projetos de desenvolvimento da produção. Neste contexto desafiador e ávido por soluções inovadoras, buscam-se bons artigos nos temas citados a seguir:  


POÇOS

A descoberta do pré-sal na costa brasileira propiciou importantes avanços na tecnologia de construção de poços em ambiente de LDA ultra profunda, espessa camada de sal e em jazidas que por vezes levam a condições difíceis de controle de poço. É uma área em que constantes desenvolvimentos podem trazer ganhos expressivos, seja na fase de perfuração como na de completação (poços inteligentes) e de estimulação. Mas não é apenas no pré-sal que demanda contínuo avanço: a viabilização de projetos de aumento de recuperação em campos maduros e de óleo pesado depende redução de custos e de novas tecnologias para viabilizar poços offshore de geometria mais complexa (multilaterais, de máximo alcance). A Rio Oil & Gas que ajudar a promover esta discussão com artigos nos temas de: 

  • Estimulação e fraturamento de poços
  • Geomecânica e estabilidade de poços
  • Gestão de operações e logística
  • Integridade de poços e segurança de processos
  • Poços inteligentes e digitalização no upstream
  • Projetos de poços
  • Controle de poço e resposta a emergência
  • Tecnologias de completação
  • Tecnologias de perfuração
  • Intervenção em poços
  • Licenciamento e SMS em operações de poços
  • Estudos de casos

COMITÊ TÉCNICO

Bloco II – Offshore

Nome
Felipe Baldissera Gabriel (chair)
Anna Jarczun Kac
Claudio Valença
Fabio Braga
Fabio Martins Heuseler
Fabricio Luiz
Guilherme Mendes Pinto
Josue Eduardo Maia Franca
Luiz Campagnac
Luiz Henrique de Oliveira Bispo
Luiz Levy
Marcelo F. Mendes, D.Sc.
Marcelo Lardosa
Marcelo Maldaner
Marcos Assayag
Mauro Coutinho Fernandes
Murilo Vaz
Osmond Coelho Jr.
Paulo M. Videiro
Pedro Lemos Tavares
Telmo Ghiorzi
Empresa
MODEC
MODEC
Consultor Proj. Eng. Submarina
Petrobras
Petrobras
MODEC
SBM Offshore
Petrobras
Siemens
ANP
Consultor
Shell Brasil
BP
Aker Solutions
Consultor
Petrogal
COPPE-UFRJ
PPSA
UFRJ/COPPE/LACEO
Petrobras
UTC

Temário
Confira os temas dessa edição